FASUBRA SINDICAL – A luta contra o PL 5595/2020 continua. Nesta quinta-feira (6/5), a proposta que pretende definir a educação básica e superior presenciais como serviço essencial, o que configura uma manobra para exigir o retorno presencial às aulas, foi novamente retirado da pauta do Senado Federal.

Os senadores e senadoras aprovaram requerimento para a realização de sessão temática para debater o PL 5595/2020, de autoria do líder da minoria, senador Jean Paul Prates (PT-RN). Segundo o senador é muito importante debater o assunto com a ajuda de especialistas para aprimorar o texto. Para ele, é preciso garantir vacinas para os profissionais da educação, investimentos na infraestrutura das escolas públicas, pactuação de protocolos de biossegurança e de respeito à vida.

A FASUBRA Sindical atuou em conjunto com as demais entidades do Fórum Nacional Popular de Educação (FNPE), junto à liderança da minoria no Senado e também por meio de mobilização virtual para que ocorresse a suspensão da pauta. A DN da FASUBRA entende que a retirada de pauta do PL é um grande passo para obtermos a vitória final nesse debate e por isso orienta que as entidades de base continuem pressionando os parlamentares nos estados para barrar o texto do relator.

Acesse aqui os contatos dos senadores e senadoras

#Nãoaoretornopresencial
#NãoaoPL5595
#ForaBolsonaroeMourão
#VacinaçãoparaTodaseTodos

Foto: Agência Brasil.

Com informações da assessoria da Liderança da Minoria no Senado.